Glossário Logístico

B

C

D

L

LABELING


Etiquetagem.




LACRE (SEAL)


Dispositivo usado para contêineres e caminhões para provar que eles se mantiveram fechados durante o transporte.




LASTRO


Expressão do transporte marítimo, que significa água que é posta nos porões para dar peso e equilíbrio ao navio, quando está sem carga; no transporte ferroviário significa camada de substâncias permeáveis como areia, saibro ou pedra britada, posta no leito das estradas de ferro e sobre a qual repousam os dormentes. É a forma como as caixas ou sacos são colocados em cada pilha no mesmo nível de um palete. Também significa a quantidade de caixas ou sacos em cada nível de um palete.




LEAD TIME


É o tempo necessário para o produto completar toda a transformação (da matéria prima ao produto acabado, através das diferentes fases). É utilizado para medir a eficiência do processo produtivo. Tempo decorrido entre a constatação de uma necessidade da emissão de uma ordem e o recebimento dos produtos necessitados e que compreende tempos como: tempo de preparação, tempo de fila, tempo de processamento, tempo de movimentação e transporte e tempo de recebimento e inspeção.




LEIAUTE ou LAY-OUT (1)


Arranjo físico dos recursos ou centros econômicos de atividades, como máquinas, grupos de pessoas, estações de trabalho, áreas de armazenamento e ilhas de descanso.




LEIAUTE ou LAY-OUT (2)


Etapa em que se esboça a arte final LEIAUTE POR PROCESSO – Arranjo sequencial dos recursos, conforme as necessidades de determinado produto.




LEILÃO REVERSO ON LINE


Consiste em marcar com os fornecedores, um horário em determinado endereço na Internet, para que eles façam lances para fornecerem produtos previamente informados pelo requisitante. Quem tiver as melhores condições comerciais ganhará o pedido.




LEITURA OMNIDIRECIONAL


Tecnologia que possibilita a leitura do código de barras em qualquer posição, mesmo os de difícil leitura.




LIMITE DE CARGA


Máxima carga permitida para um veículo na estrada, ponte ou aeroporto.




LOCALIZAÇÃO EM ESTOQUE


Sistema em que todos os locais em um armazém são codificados para facilitar a estocagem e recuperação do estoque.




LOCALIZAÇÃO LOGÍSTICA


É a forma de identificar geograficamente armazéns, depósitos, filiais, veículos, clientes etc. As formas mais comuns são por coordenadas de latitude-longitude, códigos postais (CEP no Brasil) e coordenadas lineares simples ou malha, que nada mais são do que se colocar um papel vegetal quadriculado sobreposto a um mapa, com numeração das linhas horizontais e verticais.




LOGÍSTICA


A arte e a ciência para abastecer, produzir e distribuir material e produtos no lugar adequado, nas quantidades corretas e nas datas necessárias. É o sistema de administrar qualquer tipo de negócio de forma integrada e estratégica, planejando e coordenando todas as atividades, otimizando todos os recursos disponíveis, visando o ganho global no processo no sentido operacional e financeiro. (Definição de Marcos Velle Verlangieri, diretor do Guia Log). É o processo de planejar, implementar e controlar eficientemente, ao custo correto, o fluxo e armazenagem de matérias-primas e estoque durante a produção e produtos acabados, e as informações relativas a estas atividades, desde o ponto de origem até o ponto de consumo, visando atender aos requisitos do cliente. (definição do Council of Logistics Management).




LOGÍSTICA DE ABASTECIMENTO


- Atividade que administra o transporte de materiais dos fornecedores para a empresa, descarregamento no recebimento, e armazenamento das matérias-primas e componentes. Estruturação da modulação de abastecimento, embalamento de materiais, administração do retorno das embalagens e decisões sobre acordos com fornecedores, para mudanças no sistema de abastecimento da empresa.




LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO


Administração do centro de distribuição, localização de unidades de movimentação nos seus endereços, abastecimento da área de separação de pedidos, controle da expedição, transporte de cargas entre fábricas e centros de distribuição e coordenação dos roteiros de transporte urbano.




LOGÍSTICA DE MANUFATURA


Atividade que administra a movimentação para abastecer os postos de conformação e montagem, segundo ordens e cronogramas estabelecidos pela programação da produção. Desova das peças conformadas como semiacabados e componentes, e armazenamento nos almoxarifados de semiacabados. Deslocamento dos produtos acabados no final das linhas de montagem, para os armazéns de produtos acabados.




LOGÍSTICA DE MARKETING


Definimos logística de marketing como todas as atividades e seus inter-relacionamentos para atender pedidos de clientes, de maneira que os satisfaça inteiramente.




LOGÍSTICA INDUSTRIAL


Conjunto de atividades visando racionalizar as atividades industriais pela administração dos fluxos de materiais e produtos.




LOGÍSTICA INTERNACIONAL


Todas as funções e atividades referentes à movimentação de materiais e produtos acabados numa escala global.




LOGÍSTICA REVERSA ou INVERSA


No mercado é considerada como o caminho que a embalagem toma após a entrega dos materiais, no sentido da reciclagem delas. Nunca voltando para a origem. Muitos profissionais também utilizam esta expressão para considerar o caminho inverso feito para a entrega, voltando para a origem, só que agora somente com as embalagens. Neste caso, trata-se de embalagens reutilizáveis ou retornáveis, que são mais caras e específicas / próprias para acondicionar determinados materiais. Ocorre muito no setor automotivo para o transporte, por exemplo de para-choques, painéis etc.




LOGÍSTICA REVERSA


O processo de movimentação de produtos de seu típico destino para um outro local para fins de elevar o valor ora indisponível, ou para a adequada disposição dos produtos. (definição do RLEC - Reverse Logistics Executive Council).




LOTE


Uma quantidade de um item produzida de uma vez e que, portanto, apresente o mesmo custo da produção e mesmas especificações.




LOTE ECONÔMICO


Modelo que fixa quantidades de um item para serem compradas ou produzidas, que minimizem os custos combinados de aquisição/fabricação.




LOTE PILOTO


Ordem preliminar para a produção de uma pequena quantidade inicial, com o objetivo de verificação do produto desenvolvido e da eficiência do processo implantado.